Total de visualizações de página

Seguidores

sábado, dezembro 29, 2007

Carpe Diem

"O Ano Novo ainda não tem pecado:É tão criança...Vamos embalá-lo...Vamos todos cantar juntos em seu berço de mãos dadas, a canção da eterna esperança."Mário Quintana"

quarta-feira, dezembro 05, 2007

...no seus últimos suspiros




Faltam poucos dias para que ele se vá de vez... Já começa a agonizar os seus dias finais.
Dele, quero apenas as boas lembranças, as ruins sepultarei com o mesmo.
Ah, ano de "2007", eu aprendi tanto durante seus dias... Errei bastante também.




Realizei algumas coisas, sendo que outras ainda constam na minha lista de desejos infinitos. (risos). Mais um ano que se vai... Sinto o cheiro da nostalgia no ar. É como se um filme passasse por minha mente agora.




Dias alegres, sofridos, vividos, enfim, dias que não voltarão mais.
Bem, o que me resta é guardar todas lembranças no meu baú de recordações.
O que você faz com as suas recordações? Afinal, muitas coisas aconteceram, não?



Tempo, tempo, tempo... Ele passa a todo instante e não volta mais...

Triana Mirella

quarta-feira, novembro 21, 2007

PA-LA-VRAS



O que há por detrás das palavras?
O que pretende os versos oportunos e inoportunos?

Palavras que machuca, outras que ilude, outras ainda que confortam, alegram e até dar-nos sensações...
Palavras, palavras... Sempre elas?

Algumas com sarcasmo, outras com errinhos bobos de português, mas que se esforçam ao máximo para expressar algo de importante! Palavras que provoca silêncio, ou que nos faz rir sozinho...

Palavras que nos fazem chorar até soluçar! Há algumas que são ditas de forma tão bela e nos fazem viajar pelo vale desconhecido... As que provocam gelinhos na barriga, então?

Há outras que, quando menos esperamos, ouvimos. Algumas são tão cruéis! E tem aquelas que derrubam toda nossa resistência, como por exemplo: “Medo de te perder”.
As que são ditas de forma orgulhosa ex: “Eu não me importo”, mas que no fundo você se importa mais do que deveria.

Ah... As palavras... Uma vez soltas no ar, não podem mais ser recolhidas. Deve ser por isso que algumas têm que ser filtradas. E quando isso acontece, o receptor passa a ser tão vago quanto o próprio emissor. As lacunas sempre existirão em um mundo desconhecido...

" Palavras! Simples palavras!
[...] Dir-se-ia que elas podem dar forma plástica às coisas informes e ter música própria, tão suave
como a da viola ou do alaúde." ( O retrato de Dorian Gray)








Que é que pode ser tão real como as palavras??




Triana Mirella

quinta-feira, novembro 01, 2007

Fragmento



E se vc dormisse? E se você sonhasse? E se, em seu sonho, você fosse ao paraíso e lá colhesse uma flor bela e estranha? E se, ao despertar, você tivesse a flor entre as mãos? Ah, e então?


[ O Mundo de Sofia] [...]



quinta-feira, outubro 25, 2007

(O viajante?)

Ao entrar no quarto eu o vi. As luzes piscavam e o anunciava no canto da parede. Acompanhado por sua dose inicial, ele parecia querer encontrar seu próprio Nirvana. Nos outros cômodos da casa, a festa dava continuidade... Conversas, sorrisos, comidas, bebidas...

Mas para ele nada parecia existir! De repente ele tinha deixado de ser meu amigo; aquele estudante de filosofia, que costuma tocar violão aos sábados em minha casa.
De repente, ele era ele, como eu nunca tinha visto igual. Senti um leve frio na espinha, por pensar que ele havia surgido do nada.
Estaria ele apenas de passagem naquela festa?
Estranho! Foi assim que pensei.

-Novinho você parece sozinho. - falei com meus olhos. Ele não me ouviu. Apenas sorriu para mim. Aquilo era tudo...
E eu pude enxergá-lo com outros olhos.

“Nada é o que parece. Tudo é o que é.”
(Luiz Poeta)

Amo-te! Querido amigo...
"O mais triste e complicado em ser um louco é querer provar o contrario..." (Novinho)

quinta-feira, outubro 11, 2007

Reminiscências


Primeiro eu pensei: será conveniente que eu relate tal acontecimento?
Minha tia faleceu no dia 06/10/07, mas sabe de uma coisa? Eu vim falar de vida e dos mistérios que ela nos prega.
Ela tinha apenas 15 anos e fazia dois meses que estava lutando contra o câncer para continuar aqui... Às vezes é tão difícil de entender porque certas coisas nos acontecem, não é? Qual o propósito da nossa existência... Para que serve a morte... O porquê desta vida... Enfim, todos nós temos uma rotina, não é mesmo? E ela se dá toda vez em que temos vida, ou seja, assim que acordamos.
A rotina de Priscila durante dois meses foi lutar por esta vida, por este acordar! E enquanto ela lutou, ela não sentiu dor!
Mas sabe, a vida dela teria mesmo de ser ao lado do Pai! Então, ele a levou.
Ela sorria sempre! E o maligno não a impediu que continuasse a fazer isso.
" Os olhos são como uma luz para o corpo: se os seus olhos forem bons, o seu corpo estará na luz." (Mateus 6:22)

quinta-feira, outubro 04, 2007

'O ser e sua maldita busca ao Delta de Vênus'



És a forma mais insana de ser contemplada, és Delta de Vênus.

És tu, que por mais contemplada que seja vós,

Sempre nos ajoelharemos a seus encantos e seus prazeres se tornam martírios...


( Daniel Hate)

segunda-feira, setembro 24, 2007

A Flor e o Espinho


"Cansados da eterna luta por abrir um caminho pela matéria bruta, escolhemos outro caminho e nos lançamos, apressados, aos braços do infinito. Mergulhamos em nós mesmos, e criamos um novo mundo."
(Henrik Steffens)




Certo dia, uma flor conversava com um espinho. –Não entendo por que tiveste que nascer em mim. Sinto que as pessoas me admiram, mas não me tocam porque têm medo de se Machucarem em ti!

- Pois saiba querida flor, que nasci em vós, tão somente, para proteger vossas pétalas. E mesmo com todo perigo que nós espinhos representamos, ainda há quem nos arranquem de vossos corpos e as transformem em enfeites de mesa e criado-mudo. E quando isso acontece, nós perecemos secos e sem cor. E vocês têm apenas algumas horas de vida até murcharem de vez em um vaso com água e açúcar.
Ao ouvir todas aquelas palavras, a flor sentiu uma grande tristeza e ao mesmo tempo uma enorme felicidade por saber que o espinho tinha-lhe amor mais do que os próprios que a admiravam.
- Querido Espinho, há de haver um jardim onde possamos viver em paz!
- Sim, minha Flor! Há de haver...

Triana Mirella


A Parábola da Rosa



Um certo homem plantou uma rosa e passou a regá-la
constantemente e, antes que ela desabrochasse, ele a examinou.
Ele viu o botão que em breve desabrocharia,
mas notou espinhos sobre o talo e penso:
Como pode uma bela flor vir de uma planta rodeada
de espinhos tão afiados?
Entristecido por este pensamento, ele se recusou a regar a rosa,
e, antes que estivesse pronta para desabrochar, ela morreu.
Assim é com muitas pessoas.
Dentro de cada alma há uma rosa: as qualidades dadas por Deus
e plantadas em nós crescendo em meio aos
espinhos de nossas faltas.
Muitos de nós olhamos para nós mesmos e vemos apenas
os espinhos, os defeitos.
Nós nos desesperamos, achando que nada de bom pode vir
de nosso interior.
Nós nos recusamos a regar o bem dentro de nós, e,
consequentemente, isso morre.
Nós nunca percebemos o nosso potencial.
Algumas pessoas não vêem a rosa dentro delas mesmas;
Alguém mais deve mostrá-la a elas.
Um dos maiores dons que uma pessoa pode possuir ou compartilhar
é ser capaz de passar pelos espinhos e
encontrar a rosa dentro de outras pessoas.
Esta é a característica do amor
-- olhar uma pessoa e conhecer suas verdadeiras faltas.
Aceitar aquela pessoa em sua vida,
enquanto reconhece a beleza em sua alma
e ajuda-la a perceber que ela pode
superar suas aparentes imperfeições.
Se nós mostrarmos a essas pessoas a rosa,
Elas superarão seus próprios espinhos.
Só assim elas poderão desabrochar muitas e muitas vezes.
(Autor Desc)

segunda-feira, setembro 10, 2007

'Bilhete'

Queridos leitores,

Fui ao supermercado comprar um pouco de inspiração, mas devido à inflação ela está custando muito caro. E como dizem que tempo é dinheiro, creio que precisarei de um pouco mais de “tempo”.

Sendo assim, até a próxima postagem!

Beijos,

Sonhadora!

quinta-feira, agosto 30, 2007

Penso, logo...

Pintura de: Rael Sidharta =]

Assim como Sofia, eu também quis existir! Então, decidi me fazer em palavras...Sofia fôra criada em palavras por Jostein Gaarder. Eu resolvi criar a minha própria obra. Aobra de mim mesma. Mas ainda estou um feto, um conto inconcluso; ainda me encontro como vogal procurando consoantes para me tornar o verbo “Ser”.

Há muitas páginas em branco...
Descartes dizia: “Cogito, ergo sum” (Penso, logo existo). A sua existência foi impressa em livros. A minha talvez será arquivada na memória de alguns, e no esquecimento de outros.
Eu ainda não sou... Meus versos foram desfeitos, a poesia de mim não encontrei. Serei uma fábula sem fim?
Eis que a obra de mim tem um nome. Chamo-me sonhadora! Às vezes me faço em palavras coloridas, outras, em preto e branco, todavia não passo de palavras que não foram escritas.
Eu quero existir!...

“Não, não é fácil escrever. É difícil quebrar rochas. Mas voam faíscas e lascas como aços espelhados. “- Mas já que se há de escrever que ao menos não se esmaguem com palavras as estrelinhas.” –Minha liberdade é escrever. A palavra é meu domínio sobre o mundo.” ( Clarice Lispector)


PENSO, LOGO....
"Que se abram as cortinas, minha gente! A história do pensamento é um drama de muitos atos."

Triana Mirella

terça-feira, agosto 28, 2007

O Tempo dita Regras
















Diálogo 1.
-Denis diz:Tri,o tempo gosta de velocidade!
-Triana responde: Den, isso é verdade. Mas às vezes ele parece não passar.
-Denis: Como você mesmo fala; nada como um dia após o outro.
Triana: É... de repente é um outro dia.

Sabe, eu confesso que às vezes esqueço minha idade. Não, não se preocupem, eu não estou com mal de Alzheimer. (risos)
Há dias em que me sinto mais velha, mas na maioria das vezes , não passo de uma criança assutada e muleka! Vocês já perceberam, não?
-Sim, mas é claro que eu também sei sorrir, brincar e me divertir. Mesmo assim...
Diálogo 2.
-Keké diz: Aff... o seu blog anda mais melancólico do que nunca. Você precisa conhecer o segredo!
-Triana responde: Sim, ké. Eu sei que preciso conhecer o segredo...
-Triana: É, ando meio relaxada! (risos)
-keké:... tudo tem seu tempo.

E vocês? O que acham? Acreditam que tudo tem o seu tempo, ou o tempo tem o seu tudo? (risos) Eu não sei... O que sei é que ele tem passado por mim, mesmo que não consiga senti-lo por algumas vezes. Isso me faz ficar inerte com os mesmos pensamentos, mesmos desejos...

Diálogo 3.
-O Tempo fala para Triana: Isso é errado! Você tem 22 anos agora, sabia?
-Triana responde: Nossa! É mesmo. Quase esqueço disso acredita, Sr. Tempo? -Ah, mas que droga! Agora que me lembro: dizem que a gente tem que deixar algumas coisas com um "tempo". (...)
- Sr.Tempo, será que terei de deixar com você até meu jeitinho de criança, só para manter uma conduta de adulta mais responsável?
-O Tempo responde: não necessariamente. Você apenas terá de tomar decisões sérias no decorrer de sua vida; - E isso não é coisa para criança!
-Triana: Ah... entendi.

Viu? Bem que falam: Com um "Tempo" a gente também aprende... (risos)

Ps:. Que o tempo cuide de todas as minhas outras coisas...

Denis, Hoje é um outro dia. =]

quinta-feira, agosto 16, 2007

Diário de uma "Sonhadora"

Aos meus 22 anos de existência aqui... Parabéns Triana! =]




Era uma vez...


Uma sonhadora. Ela adorava cantar, escrever, ler, sorrir e viver... Mas quando percebeu que o mundo onde estara era totalmente confuso e difícil de se viver, isso a deixou cheia de dúvidas. –Como posso viver aqui, que mundo é esse?- Perguntou. Tudo era tão confuso e inaceitável!


Sonhadora mal sabia o que fazer. – Para onde ir agora? Ela não sabia. Como também não sabia da existência de terríveis sentimentos de raiva, tristeza, angustia, solidão... Tudo era estranho e desconhecido. Ou será que ela que era um ser estranho? Se a razão pode ser comparada a um músculo, talvez este músculo não seja inerente à uma sonhadora. Consciência? Para um sonhador esta palavra é um tanto desconhecida. Eu diria mais: eu diria que a consciência de um sonhador é adormecida, e quando esta é ativada, é como se provocasse uma forte doença. Era exatamente como ela se sentia, doente.


De repente ela se tornou comum a todas as outras pessoas, pois agora também conhecera a dor! Passaram-se dias e mais dias... Sonhadora ficava cada vez mais fraca! Foi quando percebeu que agora mais do que nunca teria de viver de sonhos! (...)


Por favor! Não me peçam pra parar! Eu preciso disso. Eu só consigo assim...




"Somos feitos da mesma matéria que compõe os sonhos, e nossa breve vida está envolta em sono..." (W. Shakespeare)






I'm not angel,but like idea fly...



segunda-feira, agosto 06, 2007

Que soprem os bons ventos



Nossa vida é dotada por tempestades. A incompreensão dos fatos, as incertezas, a nossa queda provocada pela falta do exercício de nossas capacidades humanas, entre outras coisas, que agridem nossa auto-estima. Parece ser o fim de tudo... É assim como Ricardo se sente.

Nada mais tem sentido? só ódio, ódio!? Sua debilitação faz com que ele se afaste de todos... Habita agora à sua clausura. Surgem as saudades, as perguntas, os desencontros, e uma enorme tristeza causada pelo eco de sua dor.

Ricardo é um grande homem, mas quando a tempestade o alcança, ele não consegue enxergar a si próprio. Sente-se o menor de todos. O quase inexistente!

As angustias, as tristezas, e as decepções desta vida, provoca-nos um grande vazio. E quando a extensão desse vácuo passa a ser maior do que nossa força para suportá-lo, forma-se um grande abismo, onde a qualquer momento estamos sujeitos a despencarmos de vez.

Mas, que isso não venha acontecer com meu querido Ricardo, sim? Que a tempestade se transforme em calmaria, e que ele consiga sobreviver para depois me avisar que ainda "Existe".


...É assim que funciona...

Triana Mirella

domingo, julho 29, 2007

Aqui jaz o silêncio


Algo grita em meu silêncio
transpira e ascende
a flama dos meus
desejos ocultos

Este silêncio que já não era
e que agora é,
a força bruta de um pulsar
de coração

O gozo, o riso, o pranto...
a melodia anunciada
pela música
dos sentidos

O silêncio que rasga
o pano secreto
para mostrar o que há
por detrás

Por detrás há: o grito, o grito, grito, grito...

Silêncio! Tentem ouvir.
Triana Mirella

segunda-feira, julho 23, 2007

A crise da Aceitação


É tão difícil aceitar... " Tem que ser assim?"
Uma hora podemos dizer: assim seja!
Logo depois perguntamos: Por quê?

O final das coisas chegam repentinamente. Em muitas vezes com cartas de sobre-aviso. Às vezes o fim já se fez sem ao menos nos darmos conta. Quando percebemos, parece ser tarde demais, ou melhor, é tarde demais. porque o fim é simplesmente irreversível.

Uma vez feito, não se desfaz. Procurar consertar o que já não há conserto? Como diz o ditado: Seria como empurrar com a barriga.

O fim trás consigo: dor e ao mesmo tempo alívio. Alívio para aqueles que já aguardam sua chegada. Dor para outros, que nem ao menos pensam em conhecê-lo. O final de uma vida, de uma amizade, de um romance, enfim, os finais que vem sempre acompanhado por perdas; chegam a causar dores insuportáveis, daquelas que travam nossas pernas, angustiam nossas almas, tira-nos o apetite e resultam até em danos maiores.

E é nessas horas em que os danos são maiores, que poderíamos mudar a frase: 'O fim justifica os meios', para: 'O fim justifica o próprio fim'. Para ser mais exata, quero dizer: que o fim por muitas vezes só precisa de uma desculpa para si próprio.


Mas devemos sempre ter em mente que: o final de uma coisa é sempre o começo de outra.

" Será melhor gritar e precipitar seu próprio fim, ou calar-se e barganhar numa agonia mais lenta?"
( A insustentável leveza do ser)

Pense nisso! The end.


Triana Mirella

terça-feira, julho 10, 2007

O efeito pela causa

Argh... meu humor tem oscilado sem parar. Parece que estou sofrendo de transtorno bipolar; não consigo dormir direito, passo do estado de euforia e alegria exagerada para o de tristeza e depressão de uma hora para outra. E ainda tenho estado com a mente cheia de idéias, e querendo executar muitas tarefas em um pequeno intervalo de tempo. Entre outros sintomas mais...

O Pedro diz que eu pareço sempre triste! Pareço?
Pedro, eu disse para não contaminar-se. Afinal, uma sonhadora também tem suas crises. São apenas desabafos, quase sempre preciso disso.

Vejam agora: uma sonhadora Feliz!
A felicidade é tão estranha, ? De repente ela aparece e puf! Parece que a gente vai explodir! É assim como eu me sinto agora. Sabe de uma coisa? Estou feliz por ter pessoas tão legais como vocês pra conversar...

O Rael é sempre tão gentil comigo, ele me enche de elogios e eu digo pra ele que é exagerado. Ah, ele é tão inteligente e desenha muito bem! E as poucas conversas que tivemos foram sempre adoráveis!

O Denis é um lobo que invadiu meus sonhos. Ele é tão... tão ele (risos). Ele me chamou de florzinha, mas ainda nem desabrochei. Sinto vontade de começar a fazer isso. Sabe, Denis, eu poderia lhe ouvir por horas e acho que nunca enjoaria da tua voz. Você me faz bem! Eu agradeço por sua aparição.

O Pedro! O Pedro! Com ele eu posso conjugar o verbo 'aperriar' tchu (rs). Eu estou sempre aperriando você, Pedrin? Você é realmente um amor de pessoa, carinhoso, engraçado, prestativo e etc... etc... e tal! Obrigada, viu?

Sim, tenho que falar do sr. Nightcrawler. Ele disse que tem dormido demais e que isso é uma perca de tempo. Tá, eu concordo. Mas não consigo entender o quanto ele consegue ser brilhante em tão pouco tempo. Vai entender... Eu o admiro!

Para terminar, eu poderia deixar uma frase que gosto muito? Ih! esqueci que o blog é meu.

" Há mais coisas entre o céu e a terra..."

quarta-feira, julho 04, 2007

Ao poeta


O poeta chora e agoniza por uma única inspiração? Pois não sabes que a falta dela nada mais é do que 'Capricho de nossa mente'?

A inspiração é uma fera presa em correntes, esperando apenas o momento exato para liberta-se e mostrar vossa fúria! Talvez ela esteja somente adormecida...

Então, deixe-a descansar! Para que depois você possa suga-lhe toda sua energia.

E, você verá o quão de belo ela poderá produzir.

"E a fera olhou a face da beleza...
E a beleza acalmou a fera.
Deste dia em diante a fera ficou à mercê da morte."
( provérbio chinês )

Triana Mirella

quinta-feira, junho 28, 2007

Duelo interior


Como uma libélula, faço um vôo rápido por minha mente. Descubro que ela está tão doentia quanto minhas palavras de expressão! Senhoras e Senhores, eis o meu lado podre.
O vácuo dos meus dias, a demência do meu tempo, o meu mais puro tédio. O "belo" está ferido! Os ideais estão ausentes. E a minha leviandade me faz cometer delitos irreparáveis...

Não vos contamine!

Esta é apenas uma queda. Paciência...
senhora das sombras


Tão efêmera quanto o tempo
não é daqui, nem veio para ficar
Está apenas de passagem, de passagem...
Tudo isso é tão estranho: sonho, medo, amor,
vida, desejo, loucura, dor, mundo...
Ela nem sabe onde está. Não consegue se encontrar,
anda meio perdida...

{ Com seu corpo opaco, ela se faz em pintura, desenho, gravura... É mancha, vestígio e mistério! Trás consigo sempre uma sombra, à sombra das incertezas...}

Alguém a viu por aí??

Por favor! Mande-a pra casa.
Ela precisa voltar!

'The Shades go down'

Triana Mirella

quarta-feira, junho 13, 2007

80 Anos de Resistência Mossoroense



Em 13 de junho de 1927, o bando de Lampião invadiu Mossoró. Episódio que virou história. A saga do povo Mossoroense contra os temídos cangaceiros do Nordeste, é encenado em: " Chuva de Bala no país de Mossoró" que vai do dia 14 de junho ao dia 1 de julho.




Hoje, Mossoró comemora os 80 anos da Resistência ao bando de Virgulino Ferreira da Silva vulgo ' Lampião'.




Viva! Mossoró! Viva nosso povo! Viva as Trincheiras heróicas do prefeito Rodolpho Fernandes.






Minha Mossoró do sol, do sal e do petróleo

Mossoró de Santa Luzia e do povo guerreiro

Que no cangaço fez história expulsando

Os cangaceiros...


Mossoró de brava gente

De povo heróico e hostil

Que nas trincheiras

De Rodolpho os cangaceiros

Extinguiu...


Olê! Mulher rendeira, olê! mulher rendar...
Nas trincheiras de Rodolpho, lampião não pôde entrar!
'Parabéns Mossoró'Orgulho de ser Mossoroense'

quinta-feira, junho 07, 2007

[Mim brincando de ser Eu]








EU, era uma menina muito sapeca e astuciosa!




MIM, adorava brincar de imitar EU.



Mas EU não gostava das imitações de MIM.




MIM, era um menino muito levado!



MIM tinha paixão e admiração por EU.




EU ficava super irritada com MIM.



MIM não fazia por mal, mas EU nunca entendia.




Até que um dia, MIM foi embora.



E EU ficou muito triste!




Espalhou cartazes por todos os lugares dizendo:

"MIM, volta pra EU"



EU sentia que precisava de MIM.



MIM mandou uma carta para EU com as seguintes palavras: "MIM sente saudades de EU, mas só voltarei se 'EU' amar 'MIM'.




Porque MIM ama muito EU!



Então, EU gritou: 'MIM ama EU?'




EU não podia conter-se de tanta felicidade, porque acabara de descobrir que também amava MIM.




Conclusão: EU e MIM viveram felizes para sempre!


{ Dizem que o Amor é uma criança, pois erra com frequência}









MIM AMA EU?






Triana Mirella

sexta-feira, maio 25, 2007

O coração é um mistério

Do you have the key of my heart?
Estou cansada de ouvir; " Se os homens são todos iguais, por quê as mulheres procuram tanto?" Eu sempre respondo: " Porque a esperança é a última que morre". Bem, não estou aqui para julgar que há em todos os homens um instinto maléfico! Mas minha consciência é sábia o bastante pra fazer com que não me entregue a qualquer um.

Somos sempre cobrados por parte da sociedade se estamos namorando e, quando estamos, perguntam quando sai o casamento. Se não estamos com alguém somos cobrados sobre o porquê de estarmos sozinhos.

É uma pressão contínua. Por parte de parentes, amigos, mídia, através de novelas, revistas filmes e etc., eu diria que às vezes até por nós mesmos.
Muitas vezes faz parecer que estamos buscando um complemento para nossas vidas como se estivéssemos pesquizando um produto qualquer.

Mas não é tão fácil assim. Ou, nossas soluções estariam disponíveis em uma simples prateleira. Com prestações favoráveis e um ótimo certificado de garantia. As palavras: " Está na hora, estou ficando velha (o)" parecem está por toda parte!

"Esquecemo-nos de que o amor é o que dá sentido à vida. Ele não tem hora marcada, nem surge apenas porque estamos procurando nosso par."

Há no ser humano um ideal, ele vem acompanhado de expectativas. É quando depositamos nossas esperanças no outro, esperando que a nossa escolha satisfaça em todos os sentidos... Ao contrário disso, pagamos com o preço alto de nossas emoções, com nossas frustrações e com nossa desilusão.


O que fazer então? Limitar nossa busca, parar de procurar, desistir? Certamente, não.

'Porque em algum lugar e em algum momento de nossa vida deverá existir alguém para nós.'

{ Em todo caso, eu já estou aqui. Agora, só preciso que me encontre.}

"O amor é o desejo da metade perdida de nós mesmos"


Triana Mirella

quarta-feira, maio 23, 2007

Desabafos da Alma!

Este é um dia triste! Daqueles que insistem em aparecer. E eu já não sentia à sua falta. Volta e meia ela me encontra... Hoje, ela é tudo que tenho "fraqueza". Não consigo mandá-la embora.
"Eu só quero que me deixe em paz!"
Por favor! me deixe em paz!
O que há comigo SENHOR?
Sinto como se estivesse carregando apenas um espinho da tua coroa. É tão pesado que me arrasto feito um bicho selvagem sem saber até que hora poderei resistir!


Oh! pai, conforta-me!
E salva-me dessa sepultura fria e sombria,
onde vejo trevas e sufoco-me a cada minuto que passa!


"Não deixe que o mal se aposse de mim"


Só preciso chorar um pouco...


"Estou acordado e todos dormem. Onde a morte está eu não estou, onde eu estou a morte não está e onde estou lá eu não me vejo"


Ps.: Perdão! Mas hoje é tudo que eu tenho!

segunda-feira, maio 21, 2007

Delírios de uma poetisa


Quero-te, oh, ser estranho
Flor e espinho
Desejo incontido no alvorecer


Beijar-te a face nua
onde a sombra da noite
Cobre-te de luz


E quando nada mais for,
tudo será em nós
Canção e palavra!


Quero-te, oh, ser estranho
silêncio e mistério
Olhares intensos


E quando nada mais for,
tudo será em nós
Amor e loucura!


Quero-te, oh, estranho ser!
E tudo será em nós
quando nada mais for...

Triana Mirella

' Marchons, joli coeur, la lune est levée'


'Venha, querido, a lua já saiu'

terça-feira, maio 15, 2007

A maldição do Espectro


Me bateu uma saudade!! Ah, maldito espectro que ainda ousa invadir meus pensamentos... Se ao menos eu (...) desculpem, mas terei que deixar esta lacuna. Faz tanto tempo que não falo do espectro. Há muito tempo que nem falo com ele. Às vezes penso que ele estar realmente morto! Nem à sua respiração eu ouço mais. Ele sempre respirava forte, antes de falar que estava bem!

E o tímbre da sua voz me dizia o contrário.

Hoje é estranho relembrar tudo isso, porque quanto mais eu procuro entender, menos eu entendo. Quer saber? Que se dane o entendimento! A compreensão das coisas não me trouxeram bons frutos assim.

"Palavras já dita:... e você nada será para mim do que um 'Espectro', sim, o verdadeiro espectro que sempre foi... e meus desejos se perderão no tempo... e os meus sonhos no esquecimento."

Ps.: Querido Espectro, agora eu sei que contrai sua doença. E o antídoto para minha cura talvez nunca existirá.

¨| Há venenos tão sutis que, para os conhecer, cumpre experimentá-los.
Há males tão estranhos que, para entender a natureza, é preciso contraí-los|" (O retrato de Dorian Gray)

Saudades seu maldito! Me xinga pra você mesmo.


_ Mas algumas belas palavras??

" É saudade então e mais uma vez
fiz de você o desenho mais perfeito que se fez
Os traços copiei do que não aconteceu, as cores que escolhi entre as tintas que inventei...
Trabalhei você luz e sombra, o que era sempre, não foi por mal, eu juro que não foi....
(Renato Russo)

Que seja eterno enquanto dure? 'É realmente imbecil' Quero que esteja bem!


sexta-feira, maio 04, 2007

Momento de voar


A hora é esta, Triana: arriscar-se, atirar-se destemidamente na direção do novo. Ainda que muitas pessoas possam se apavorar e tentar lhe demover daquilo que sua alma interpreta como um novo impulso criativo, não se incomode. As pessoas falam porque estão viciadas em certezas e seguranças. Mas O Louco, arcano zero do Tarot, vem lembrar que, eventualmente, alguma loucura é mais do que bem-vinda! Ponha sua vida em movimento e lembre-se que é sempre momento de recomeçar. Evite o medo e não espere as coisas tomarem uma forma “certa” para agir. Vá!





Conselho: Momento de se atirar em novas direções, sem temor.

quarta-feira, abril 25, 2007

O que me Sugere?


Hoje só quero ouvir música e relaxar! Alguém poderia me oferecer uma música? Pode ser uma baladinha. Que tal um Flash Back? Nossa! Amo músicas velhas! - Meu pai sempre diz que a boa e velha música é imortal. E sempre que ouço All out of love, AIR SUPPLY meu querido pai grita: -Nana aumenta o volume que essa é boa!

Ah, malditos mortais que não têm um pai como o meu. Me desculpe! Mas talvez eu tenha o direito de gritar isso em alto e bom som. Eu o amo! Ele tem a certeza disso toda vez que abro um sorriso para ele. Ah! eu também sei que ele me ama, e nem precisava comprar vinho para mim, para demostrar isso. (risos)

E aí? já escolheram qual música devo ouvir?
Hoje estou feliz! E vocês podem completar ainda mais isso... Conrado, Arthur, Edy, Dark, enfim, queridos leitores do meu coração e do meu blog, é claro! Então, qual música vocês me sugerem?

Kael, sei que pode fazer isso!

Aguardo as sugestões. beijos...

domingo, abril 08, 2007

Príncipe da Noite


Como príncipe da noite... És coroado pela nobreza de tua alma! No teu canto de beleza, trazes a canção dos Deuses... Príncipe Conrado, eis o teu nome? A quem vois se afigura? Senão aquele que encanta! E no meu leito de donzela, meu coração por ti se regogizar.


{ Uma homenagem para meu grande e lindo amigo Conrado!} beijos...







domingo, março 25, 2007

Desejos do meu "eu"

Durante álgum tempo tentei renunciar todos os meus desejos... Mas percebi que estaria renunciando a mim mesma. Poderia viver na clausura? Sim, mas não consegueria dissimular por muito tempo. Há sempre um momento na vida em que tudo é revelado; seja em palavras, em gestos, ou até mesmo num silêncio.

Deveria abandonar o meu "eu" uma vez que todos os meus desejos estariam contidos em mim? Seria crucial da minha parte. Resisti. O primeiro passo foi tentar conviver comigo mesma. E isso se tornara um desafio infinito, pois a cada dia que passava me desconhecia ainda mais. O desconhecido é algo que atrai e ao mesmo tempo evoca medo...

O temor me fez descobrir que não eram os desejos que pertenciam a mim, eu é que pertencia à eles... E eles nada mais eram do que o irreal. Foi daí que me dei conta de que eu era apenas uma criança, que ainda dormia no aconchego, sobre o colo de minha mãe, onde nada poderia me fazer mal. Meu Deus! por quanto tempo estivera dormindo?! Pensei.

"As crianças vivem por muito tempo em um mundo abstrato: onde a consciência é inexistente!" Acordei. E quando meu consciente me fez constatar que tudo a minha volta era desconhecido por mim, foi como cair no abismo... A difícil compreensão das coisas por sua vez acabara de reinar novamente.

Então, o segundo passo foi tentar sobreviver. Eis que aqui estou. Com todos os meus desejos intactos, renunciá-los seria como matar a criança que ainda existe em mim.

" Quando o coração fala, não é conviniente que a razão faça objeções."
(A insustentável leveza do ser)

Triana Mirella

sexta-feira, março 23, 2007

Ausência


Derrama-me em teus
pensamentos ...
Como a chuva que molha
a tua face
Inala o meu perfume
de jasmim ...
Para que não esqueça
a essência do meu ser
Guarda-me em teu coração,
para que de lá não mais saia
Procura-me no raio de luz
pois não mais existo!

Triana Mirella

terça-feira, março 13, 2007

Mundinho Virtual


Que dia é hoje? Ah, sim! Terça.
Nossa! faz um tempinho que não venho aqui.
Ultimamente não tenho tido saco para net. Se bem que, sinto falta das pessoas que encontrei por aqui. Sabe o Edy? Toda vez que o vejo on-line, tenho vontade de falar: Edy, você sabia que merece ser amado? Creio que já tenha dito isso algumas vezes.

O Dark, ele tem os cabelos cacheados e os lábios apetitosos! OPS! falei. Ah, ele gosta de ouvir as palavras "Entendo você" Então, Dark; eu entendo você! Bem, eu não poderia deixar de citar o sr. Ricardo. Ele me deu este blog. Pois é, eu não sabia como fazê-lo, ele fez para mim. Poxa! ninguém sabe de tudo, não é? Sr. Ricardo, mais uma vez obrigada! saiba que adimiro muito você. OBS: Não é só por que ele me deu o blog, acreditem!

Ainda tem o Demitrio. Gosto do seu jeito louco de ser. Será que faria mesmo tudo aquilo por mim, sr. Demitrio? Na verdade, ele sumiu! Mas, tudo bem.
O Bomba é outro que desapareceu, disse que está sem net. Esqueci de perguntar se ele parou de fumar. Lindooo i miss you!

Meus Queridos: príncipe, Adalcio, David, Diego. " Vocês moram no meu coração sem pagar aluguel" Tá, eu sei que essa frase é meio brega, mas foi a única que eu lembrei agora.
Devo falar da Aninha? claro! Gosto do jeito dela. Ela é linda e está muito feliz com o namorado dela. Isso é ótimo! Sta. Aninha, um dia eu chego lá...

A Fáthima têm uma beleza gótica que eu nunca vi igual. Luciana e seus poemas lindos e encantadores! Têm a Winnie, não a conheço bem, mas ela tem um senso de humor que contagia! Me corrija se eu estiver errada! Tia Cáh, tia Bela-Flor... Enfim, muitas pessoas que fazem parte do meu mundo virtual. Algumas eu nem conheço, outras eu mal falo...

Há sempre quem passe e deixe recados me desejando um bom dia, ou uma boa semana. E eu agradeço a gentileza.

The End

quarta-feira, fevereiro 28, 2007

Última Quimera


Quero descobrir a revelação

dos meus pensamentos

os quais já não me pertencem mais


Quero reviver a alegria dos

meus dias passados

pois é chegado o fim


Quero esquecer as dores e mágoas

que se fez em minh'alma

antes de sucumbir meu coração


Quero levar comigo a experiência

do não "ser"

pois a razão já não me é necessária...

Triana Mirella

"A liberdade é como a própria vida: nasce e cresce na dor"
(Graça Aranha)

quarta-feira, fevereiro 21, 2007

Fragmentos...


Ele chegou repentino. Atravessou o tempo e se fez presente nos dias chuvosos. A vontade que se tinha era apenas a de não fazer nada. Só precisava ficar quieta e pronto! Como poderia trazer consigo tanto prazer?
Era inútil perguntar, pois era mudo e nada responderia.

Nenhuma palavra, nenhum som, nenhum gesto...
Só a tua existência haveria de convir. E quantas e quantas vezes fôra cortejado, e, por tantas e tantas vezes sepultado. De sabor doce e amargo, trazia na sua bagagem: orgulho, equilíbrio, um pouco de desprezo e sensatez.

Poderíamos chamá-lo de cruel, mas seria crueldade maior, esquecermos sua benevolência. Penetrou nos meus dias, invadiu minh'alma, me tornou indiferente, oculta e imperceptível.

Despertou saudades??

Oh, Querido silêncio; cale-me outra vez e permita-me não dizer mais nada!

" O isolamento só existe no isolamento. Uma vez compartilhado, ele evapora."
(quando Nietzsche chorou)

Triana Mirella

sexta-feira, fevereiro 02, 2007

Confissões


A muito tempo eu não parava para pensar se quer na palavra 'solidão'.
Mas confesso que está palavra têm soado como o cântico de uma melancolia profunda.
Sinto falta de um certo alguém olhando para mim e me chamando de abusada.
De alguém que por algumas vezes me fez sentir gelinhos na barriga...


Acredito que a solidão possa nos fazer bem, mas não por muito tempo. No entanto, há quem fale que está muito melhor sozinho! Que tal caso seja relevável, sim? Afinal, só poderei falar por mim. Admito que a minha solidão é fonte de inspiração, pois é certo que a inspiração é uma peça num quebra-cabeça de três mil peças. A sensação de estar só permiti-me encontrar tal peça. Mas será que a ausência desta sensação limitaria as forças de minha mente?



Se assim for, eu digo: " Dane-se a inspiração"

Bem, gostaria de deixar claro que a minha pessoa não se conquista com elogios nem muito menos com a coleçao do After Forever, Certo?? A companhia de uma mulher pede mais do que certos mimos. Deve ser por isso que ainda estou só.

Seja verdadeiro, faça-me entrar em frenesi e terá meu coração! Talvez uma pessoa tenha conseguido este feito, mas as coisas não são tão fáceis como eu pensei que fosse.
O Sr. nightcrawler tem razão! Triana só quer o impossível!!



"ce ne sont pas mes gestes que j ' escris, c ' est moi, c ' est mon essence."

quinta-feira, janeiro 25, 2007

So-li-dão


Oh, solidão cruel
Que se apondera de mim
E me faz mais uma de suas
Vítimas...


Tão grande é meu desespero
Quando bate à porta de minh'alma...


Tão grande é o meu pensar
Ao querer saber como te mandarei embora...


Oh, solidão inesperada
Esqueça meu endereço e me deixe em
paz!...



"A solidão é como o vinho, que embriaga e
te dar dor de cabeça. E no dia seguinte, logo
vem a ressaca da mais pura realidade!..."

Triana Mirella

domingo, janeiro 21, 2007

Loucura!

Sua essência era louca! Vivia em um mundo particular ao qual os lúcidos desconheciam. E como era belo!... A palavra "razão" não constava em seu dicionário. Ela mal tinha tempo para pensar. Seu negócio era viver, viver e viver... Da maneira mais intensa possível.

Por que se preocupar com o mundo real, se sua existência já não cabia ao tal?
Com certeza o mundo dela era muito mais interessante!

Há quem duvide??

Pois bem, ela não ouvirá dúvidas nem certezas, pois, simplesmente, tais constatações não importa aos loucos.
Eles apenas vivem. E isto basta.

Posto que os loucos também amam, uma vez que, a conjugação do verbo 'Amar' estará sempre no gerúndio (amando) Sim, ela está sempre amando! (...)
Eis que fez do seu amor e de sua loucura o seu paradigma de vida.

Caro leitor lúcido, o que há de mal nisto?

Esquece por um momento a tua sensatez! Apenas viva...
Não é tão difícil assim.

"... que a minha loucura
seja perdoada, pois metade de
mim é amor e a outra metade
também." (Ferreira Gullar)


'Um pouco de loucura para todos vocês' Beijos...

Triana Mirella

segunda-feira, janeiro 08, 2007

Pensamentos Dispersos


Algumas coisas ficaram para trás. Outras persistem em continuar... 'Há dessas reminiscências que tendem a querer nos acompanhar por muito tempo'. O esquecimento é útil quando tudo parece inútil! Quando não se quer esquecer é o que dificulta.

Disputar consigo mesmo, para mim, é uma das piores disputas. Tenho feito isso todos os dias da minha vida. Preciso abandonar meu campinho de competições particular.


Existe solução para garotas tolas?? Isto muito me preocupa!
O Conrado falou que sou melhor do que isso. Eu até acredito.
Só preciso me convencer.

...eu sigo a despistar meu coração, atormentado e confortável. Sinto saudade do que não existe... E o que já foi belo agora é triste! ( Marcelo Bonfá)

"PSIU! A poesia pede passagem. Aproxime-se, devagar, bem devagar.



Uma vez que não tenho você
tudo é sem graça...

Uma parte de mim
é um todo sem nada!

O meu dia vira
noite de solidão!

Uma vez que não tenho você
tudo é tão triste...

Uma parte de mim é loucura,
a outra injúria!

O meu riso é pranto
minha dor é o canto
do meu triste coração!

Uma vez que não tenho você
sou inocente...

Uma parte de mim
é desejo que arde em
beijos que não foram dados!

Uma vez que não te tenho!
"Uma parte de mim não existe!"


Triana Mirella