Total de visualizações de página

Seguidores

domingo, março 25, 2007

Desejos do meu "eu"

Durante álgum tempo tentei renunciar todos os meus desejos... Mas percebi que estaria renunciando a mim mesma. Poderia viver na clausura? Sim, mas não consegueria dissimular por muito tempo. Há sempre um momento na vida em que tudo é revelado; seja em palavras, em gestos, ou até mesmo num silêncio.

Deveria abandonar o meu "eu" uma vez que todos os meus desejos estariam contidos em mim? Seria crucial da minha parte. Resisti. O primeiro passo foi tentar conviver comigo mesma. E isso se tornara um desafio infinito, pois a cada dia que passava me desconhecia ainda mais. O desconhecido é algo que atrai e ao mesmo tempo evoca medo...

O temor me fez descobrir que não eram os desejos que pertenciam a mim, eu é que pertencia à eles... E eles nada mais eram do que o irreal. Foi daí que me dei conta de que eu era apenas uma criança, que ainda dormia no aconchego, sobre o colo de minha mãe, onde nada poderia me fazer mal. Meu Deus! por quanto tempo estivera dormindo?! Pensei.

"As crianças vivem por muito tempo em um mundo abstrato: onde a consciência é inexistente!" Acordei. E quando meu consciente me fez constatar que tudo a minha volta era desconhecido por mim, foi como cair no abismo... A difícil compreensão das coisas por sua vez acabara de reinar novamente.

Então, o segundo passo foi tentar sobreviver. Eis que aqui estou. Com todos os meus desejos intactos, renunciá-los seria como matar a criança que ainda existe em mim.

" Quando o coração fala, não é conviniente que a razão faça objeções."
(A insustentável leveza do ser)

Triana Mirella

sexta-feira, março 23, 2007

Ausência


Derrama-me em teus
pensamentos ...
Como a chuva que molha
a tua face
Inala o meu perfume
de jasmim ...
Para que não esqueça
a essência do meu ser
Guarda-me em teu coração,
para que de lá não mais saia
Procura-me no raio de luz
pois não mais existo!

Triana Mirella

terça-feira, março 13, 2007

Mundinho Virtual


Que dia é hoje? Ah, sim! Terça.
Nossa! faz um tempinho que não venho aqui.
Ultimamente não tenho tido saco para net. Se bem que, sinto falta das pessoas que encontrei por aqui. Sabe o Edy? Toda vez que o vejo on-line, tenho vontade de falar: Edy, você sabia que merece ser amado? Creio que já tenha dito isso algumas vezes.

O Dark, ele tem os cabelos cacheados e os lábios apetitosos! OPS! falei. Ah, ele gosta de ouvir as palavras "Entendo você" Então, Dark; eu entendo você! Bem, eu não poderia deixar de citar o sr. Ricardo. Ele me deu este blog. Pois é, eu não sabia como fazê-lo, ele fez para mim. Poxa! ninguém sabe de tudo, não é? Sr. Ricardo, mais uma vez obrigada! saiba que adimiro muito você. OBS: Não é só por que ele me deu o blog, acreditem!

Ainda tem o Demitrio. Gosto do seu jeito louco de ser. Será que faria mesmo tudo aquilo por mim, sr. Demitrio? Na verdade, ele sumiu! Mas, tudo bem.
O Bomba é outro que desapareceu, disse que está sem net. Esqueci de perguntar se ele parou de fumar. Lindooo i miss you!

Meus Queridos: príncipe, Adalcio, David, Diego. " Vocês moram no meu coração sem pagar aluguel" Tá, eu sei que essa frase é meio brega, mas foi a única que eu lembrei agora.
Devo falar da Aninha? claro! Gosto do jeito dela. Ela é linda e está muito feliz com o namorado dela. Isso é ótimo! Sta. Aninha, um dia eu chego lá...

A Fáthima têm uma beleza gótica que eu nunca vi igual. Luciana e seus poemas lindos e encantadores! Têm a Winnie, não a conheço bem, mas ela tem um senso de humor que contagia! Me corrija se eu estiver errada! Tia Cáh, tia Bela-Flor... Enfim, muitas pessoas que fazem parte do meu mundo virtual. Algumas eu nem conheço, outras eu mal falo...

Há sempre quem passe e deixe recados me desejando um bom dia, ou uma boa semana. E eu agradeço a gentileza.

The End