Total de visualizações de página

Seguidores

quinta-feira, dezembro 24, 2009

Happy Day!!



"Se Felicidade tivesse um preço, eu nunca conseguiria pagar por ela." By-Tri...


-->
Eu quero falar uma coisa; este é um dia feliz! E olha que eu nem me casei com o Jhonny Deep, não ganhei um CD do Labirinth, não comprei botas novas, que, aliás, estou precisando muito! E eu ainda nem fui visitar Veneza, como eu sempre sonhei e sonho.
Deus! Eu ainda nem terminei meu curso de Psicologia, uma vez que, ainda não o faço. (risos)
Mas este é simplesmente um dia feliz!
Eu acordei e senti o cheiro da manhã, falei minhas palavrinhas mágicas e fui fazer minha higiene matinal. Eu me olhei no espelho e me achei tão bonita!
Falei: sou eu mesma? Minha imagem sorriu...
Dizem que a infelicidade humana está na razão direta das necessidades ilusórias que criamos.
Eu lhe faço uma pergunta: o que você precisa para ser feliz?
“Não deixemos de sonhar e acreditar, mas sejamos felizes com o que temos.”

Vamos viver um dia de cada vez...

Feliz natal e Feliz 2010!!!!!!!! Beijos e abraços a todos Vocês!!

Triana Mirella

sexta-feira, novembro 20, 2009

\ Rumo a 2010 /


Oi? É... sei que a muito tempo eu não escrevia aqui. Confesso que coisas a serem relatadas não me faltam...
Bem, na verdade eu nem sei ao certo se alguém ainda anda por essas terras de palavras, pensamentos e sentimentos expostos.

Algum lobo? Talvez...

Em todo caso, um grande abraço querido Den... Saudades!!
Ah! Por falar em saudades, você já preparou a sua bagagem?
A minha está quase pronta, afinal, ainda faltam alguns dias para o Ano terminar.

Tá. Eu sei que nós mulheres temos a fama de super lotar nossas malas. Isso é fato. “Verdadeiro” (risos). O ano de 2010 vem aí!
As minhas ‘malas’ estão cheias. Carrego nelas; saudades, alegrias, novas amizades, Amor, desejos, sonhos, esperança, fé... Enfim... lembranças.

Alguém perguntou quanto às tristezas, decepções, desilusões?

Eu escolho não levar. Delas levo apenas o aprendizado, a prudência...

Há uma mala vazia, esta a reservo para trazer; sabedoria, conhecimento, realizações e um novo Amor!


Au revoir!!

sexta-feira, outubro 09, 2009

sexta-feira, setembro 04, 2009

Amar (Carlos Drummond de Andrade)


Que pode uma criatura senão,entre criaturas, amar?amar e esquecer,amar e malamar,amar, desamar, amar?sempre, e até de olhos vidrados, amar?
Que pode, pergunto, o ser amoroso,sozinho, em rotação universal, senão rodar também, e amar?amar o que o mar traz à praia,e o que ele sepulta, e o que, na brisa marinha,é sal, ou precisão de amor, ou simples ânsia?
Amar solenemente as palmas do deserto,o que é entrega ou adoração expectante,e amar o inóspito, o áspero,um vaso sem flor, um chão de ferro,e o peito inerte, e a rua vista em sonho, e uma ave de rapina.
Este o nosso destino: amor sem conta,distribuído pelas coisas pérfidas ou nulas,doação ilimitada a uma completa ingratidão,e na concha vazia do amor a procura medrosa,paciente, de mais e mais amor.
Amar a nossa falta mesma de amor, e na secura nossa amar a água implícita, e o beijo tácito, e a sede infinita.

quinta-feira, agosto 13, 2009

Você já perdeu uma caneta de ouro?

Se alguém me pergunta-se isso, eu diria: Não porque nunca tive uma. Como perder algo que você nunca teve? Eu presumo que, para perdermos algo, precisamos primeiro ter algo. E isso não serve somente para coisas,objetos, como também ,pessoas.Falo: pessoas relacionadas a amores, cônjuge, enfim... Quando não se cuida daquilo que se tem, provavelmente perde. Cuidado requer: atenção, zelo, cumplicidade, amor... Há quem use esses requisitos tão somente para coisas materiais. Que coisa não? Posso até imaginar: querido carro, você é tão bacana comigo, me leva pra balada, me faz sentir o tal!! Hoje eu te darei o melhor polimento e ainda terei o maior cuidado para que não o arranhe! Que amor não? Não. O Amor não procura seus próprios interesses. E não deve ser usado para coisas materiais, bem eu nunca ouvi: amai ao teu carro como a ti mesmo. O meu próximo nunca foi um carro.Ei, sabe qual é a melhor parte disso tudo que eu tô falando? É o que eu vou falhar-lhes agora. PREPARADOS?
Eu tenho que falar que há alguém em que o Amor não está em coisas, e sim, em pessoas. Alguém que nunca perde aqueles que tem, pois está sempre cuidando... Sim. Se você pensou: Deus! Bingo! Você acertou. O Bom pastor nunca perde suas ovelhas, mesmo que se desviem, ainda sim, Ele as encontrará, porque ele conhece seus caminhos, seus passos e artimanhas.Ele ta sempre cuidando! Sempre.Eu quase me perdi do rebanho, de repente eu estava em um lugar desconhecido, onde a alimentação era péssima e tudo me proporcionava insatisfação... Não sabia como voltar, a minha consciência ruim não me permitia voltar para O caminho, da onde eu não me encontrava inteiramente, passei dias vegetando, os dias eram preenchidos de prazer e vazios, mais vazios do que prazer.Eu me perguntava: o que eu estou fazendo aqui? Quero voltar para o rebanho de onde saí, mas,sabe, eu continuei parada no mesmo lugar e quando percebi estava num buraco, foram dias ali, andando em círculos, comendo da péssima alimentação que me traziam... Eles não podiam me ajudar, porque assim como eu, eles também tinham a consciência ruim e estavam tão cegos espiritualmente quanto eu.

A cada dia que passava, o buraco ficava cada vez mais escuro... Até que de repente, senti uma luz se aproximar, olhei: era o Bom Pastor, olhou para mim e disse: eu sabia que você estava aí, vim te buscar, você me pertence e me tem valor! O Bom Pastor me trouxe uma nova veste, pois a minha estava tão suja e rasgada...
Me deu uma nova consciência e me alimentou de verdades, e a medida que eu me alimentava da boa comida, eu vomitava toda a má comida que havia digerido por tanto tempo.
Eu vomitei desilusões, prazeres momentâneos recheados de mentiras e falsidades. Aquilo doeu nas minhas entranhas...


Mas o Bom Pastor cuidou de mim, me deu soro de esperança e ânimo. Comprimidos de promessas, amor, paciência, felicidade e fé.

Eu tive o melhor tratamento! E hoje eu sou cuidada pelo melhor doutor.
Eu achei vida NaquEle a quem pertenço.
E assim como não perdeu a Jó também não me perderás, pois também cuida de mim.


Louvado seja o Bom Pastor!!
Obrigada, Pai!!

Oi, como você está?? R: Eu poderia está pior

DEUS ABENÇOE.

Triana Mirella

segunda-feira, julho 20, 2009

M.u.d.a.n.ç.a.s


As mudanças fazem parte da vida, certo? Mas algumas delas nos pegam de surpresa. Bem, têm acontecido várias mudanças na minha vida...

Vou ser titia ao quadrado, pois minhas duas irmãs estão grávidas!! O que eu posso dizer é que literalmente eu fiquei pra titia, mas estou tão feliz com a ideia que até me sinto um pouco mãe. (risos)

Eu aprendi que nada é no meu tempo, e sim, no tempo do Senhor!

Estou esperando em Deus alguém para construir uma família...


Há uma proposta para o próximo ano eu morar em Fortim e fazer Faculdade em Aracati/CE, mas são possibilidades ao qual não posso ter uma resposta exata. Tudo pode acontecer...

Não sou eu que estou no controle, aliás, eu nunca estive...


"O coração do homem considera o seu caminho, mas o Senhor lhe dirige os passos." (prov.16:09)

sexta-feira, junho 26, 2009

Uma moça chamada Winnie

Quem é ela? Quem é ela?



Eu poderia comparar a Winnie com a estrela Sírius, pois é certo que ela também brilha bastante!

Quem é ela? Alguém que oferece gentilezas e sorrisos?

Sim. Ela quando fala, suas palavras parece vir sempre acompanhadas de sorrisos...

E assim que a vejo! Minha cara moça chamada Winnie!

E você parece fazer isso de um modo tão simples e sincero!

É simples e sincero como todas as coisas deveriam ser...



Querida Winnie, obrigada por me presentear com flores e sorrisos, sempre ao seu parecer aqui...



Agradeço a tua amizade! =]

quinta-feira, abril 30, 2009

Hoje faz um Mês


No dia 30 de março eu fui visitar meu avô no hospital. Ele se encontrava no 3º andar, na U.T.I! Calma! Eu explico. Ele tava na U.T.I apenas para ficar em observação, graças a Deus o caso dele não era tão sério quanto pensávamos... Bem, o que não deixa de ser preocupante, pois quando se fala em coração, já sabe né?

Ele precisava fazer um cateterismo.


Lá íamos nós duas no elevador, eu e minha tia Carmem rumo ao terceiro andar... Aqueles corredores, aquele cheiro de hospital, que por algumas vezes tive a impressão de estar sentindo o cheiro de cabelo de boneca nova, nossa! Minha curiosidade por sua vez falava mais alto do que meu olfato. Como seria estar na U.T.I ? Eu nunca entrei em uma, e confesso, espero não ter que voltar mais.

Só tínhamos 15 minutos cada uma, sendo que a visita podia durar apenas meia hora.
Pessoas apreensivas esperavam na porta para entrar, queriam assim como eu e minha tia, ver seus familiares. Antes de tudo minha tia falou: ó, não vai chorar!

Entrei primeiro, lá estava ele no primeiro leito, dormindo como se estivesse no aconchego de casa, mas não, não, na casa do meu avô não há aquele monte de aparelhos monitorando batimentos, respiração, enfim... Não havia aquele barulhinho de bip bip...
Nem havia pessoas chorando, quase querendo gritar: eu quero ir embora, não se sabe ao certo para onde, mas eu senti que elas só queriam sair dali!

Tentei não olhar para os outros leitos. Acordei meu avô: - Vô! – repeti umas três vezes.
Ele olhou para mim, e eu disse: - o Sr. Ainda Sentiu alguma dor? Ele disse que não. Ufa! Que bom! Pensei.

Comecei a conversar com ele sobre os seus cachorros e gatos... Disse a ele que não se preocupasse, pois Jhonny (cunhado) estava cuidando... Bem, a U.T.I não é o lugar mais adequado para uma conversa entre avô e neta, acredite! Ainda mais quando se ouve choros, gemidos e sussurros de pessoas doentes... Nossa! Fiquei com um bolinho na garganta, com vontade de chorar! (triste).

Mas, me segurei. Precisava.
Pedi a benção e disse: - esperamos o Sr. em casa, se Deus quiser o Sr. Vai sair logo daqui.

Ele disse: - Deus abençoe! Apertando a minha mão. Se Deus quiser! – prosseguiu.

terça-feira, abril 14, 2009

Os bons ventos sopraram...







Ah... Quanto tempo ela esperou por isso...
Deus atendeu as orações dela. Aliás, Ele sempre atende quando é de sua vontade. Sim, Ele é fiel!





O que havia nas palavras de um espectro ?








Havia felicidade, compaixão, agradecimento, realização, fé, amor, misericórdia, e, sinceridade, como sempre foi esperado por ela...




- Ele está ótimo! – Pensou.
Ela sorriu! Um riso composto por lágrimas e algum outro sentimento que não pôde precisar.
Mas, não importa. Tudo que importa é que ele tá bem!




Pedidos de perdão, desculpas, preencheram as palavras dele, como se preenche de flores um jardim.

E que belo jardim!...



Ela pôde sentir o perfume das flores como nunca tinha sentido antes...



-Eu precisava falar com você. – disse ele. (E falou tudo que ela queria e precisava ouvir).
- Eu tenho que dizer Adeus! – ele continuou.
- Eu não acredito em Adeus! – ela falou.


O que seria um Adeus?


Ela nunca conseguiu dizer um Adeus para ninguém, nem mesmo para aqueles que já passaram deste plano para outro...
Eles continuam aqui... bem aqui... No meu coração, na minha mente.
Ela prosseguiu: ele continua aqui.


Então: o que é esta coisa chamada de ‘Adeus’? Desculpe! Ela desconhece. No dicionário adeus quer dizer: tchau, até logo, até breve... Algumas pessoas classificam de “Até nunca mais” O que é um nunca mais? Ela não sabe.

- Seja feliz! Seja feliz!
Eu sou. Eu sou.
- Ame! Ame! Ame muito!
Eu amo! Eu amo! Amo...

- Adeus? “A – DEUS – COMO – EU – O – AMO!”
“Não sei amar com metade do coração...” ASS: Tina

segunda-feira, março 02, 2009

666 - A besta


POR: Daniel Borja =D


Encolhida no canto ela espia o aposento
fechado onde acaba de chegar da rua
subiu uma névoa, um aroma nojento
que faz do quarto o palco onde atua.


Que vontade de dar no pé - pensou -
e sair correndo ver o mundo lá fora
se levantar a vista dá pra ver onde vou
mas pra isso acontecer sempre demora.


A besta sempre a bota num canto menor
assim não verão seus maltratos quando sair
no seu claustro estará em tortura pior
melhor só seu calabouço pra dormir.


- Meia, meia, meia...


(não é poesia satânica. É a singela história de uma meia)

quarta-feira, fevereiro 04, 2009

EU JÁ FIZ UMA VEZ...

EU JÁ...

... tirei zero numa prova de Física
... comi doce de goiaba com caldo de galinha (risos)
... me apaixonei por um Mórmon
... tive uma banda de pop rock chamada : Terapia O.C.P
... fui locutora de rádio com 16 anos
... fui entrevistada em cima de um palco em pleno carnaval (risos)
... amanheci de frente para o Mar
... criei um sapo
... alimentei formigas (risos)
... cacei vaga-lumes ( risos)
... cantei you are on my mind para ganhar algodão doce (risos)



FIZ...

... serenata num restaurante para o esposo de uma professora...
... um protesto no primeiro ano do Ensino Médio
... arroz com carne para o almoço ( risos)
... versos e versos para alguém com quem nunca estive...
... pedidos às estrelas
... promessas à mim mesma
... um amigo irritar-se por não conseguir me irritar! (risos)
... uma canção com o Thomas
... que não sabia do meu aniversário surpresa! (risos)
... um poema que nunca entreguei...
... careta ao ser mordida no nariz por uma esperança (risos)

UMA VEZ...

... desmaiei nos braços de minha mãe
... passiei com amigos num carro quase sem freio numa noite chuvosa
... fiquei 24 horas sem beber água
... caí na escada da casa da Ké (risos)
... respondi a prova de português para um amigo meu
... arrumei minhas coisas para ir embora de casa
... acordei de madrugada para ver uma chuva de meteoros
... adormeci comendo cocada e acordei com um monte de formiguinhas pretas em cima de mim (risos)
... sofri um choque e fiquei com a mão pregada na geladeira durante uns 20 segundos (risos)
... uma borboleta bateu as asas bem forte ao lado do meu ouvido (risos)
EU JÁ FIZ UMA VEZ...
VOCÊ SORRIR?

Triana Mirella

quinta-feira, janeiro 08, 2009

Um pouco de Devaneio, sim? II




Eu simplesmente estava lá... Ele olhou para mim e sorriu! Haveria de ser ele, e eu não sabia o por quê.... Pegou na minha mão, que até então estava gélida e trêmula... As reações humanas podem parecer estranhas em determinados momentos... Meu coração parecia querer saltar de dentro do meu corpo!
Eu não conseguia falar nada, só o observava com meus olhos curiosos... Haveria de ser ele? -Pensei. O que ele quer comigo?- Indaguei mais uma vez.
Sabe quando você quer várias respostas para uma única pergunta? Foi o que aconteceu...
No entanto, tudo que eu tinha naquele instante era várias perguntas e nenhuma resposta... Ele se aproximou mais do meu corpo, e abraçou-me... Notei que não era apenas o meu coração que queria pular do corpo, o dele estava num ritmo tão acelerado quanto o meu! Nesse instante eu já me encontrava inconsciente, foi como esquecer do mundo, não havia mais perguntas, ou qualquer outra coisa...
Tudo que existia naquele momento, nós... nós...


!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


Tão abstrata é a idéia do teu ser
Que me vem de te olhar, que, ao entreter
Os meus olhos nos teus, perco-os de vista
E nada fica em meu olhar, e dista
Teu corpo do meu ver tão longemente,
E a idéia do teu ser fica tão rente
Ao meu pensar olhar-te, e ao saber-me
Sabendo que tu és, que, só por ter-me
Consciente de ti, nem a mim sinto.
E assim neste ignorar-me a ver-te, minto
A ilusão da sensação, e sonho,
Não te vendo, nem vendo, nem sabendo
Que te vejo, ou sequer que sou, risonho
Do interior crepúsculo tristonho
Em que sinto que sonho o que me sinto sendo.
( Fernando Pessoa)


Triana Mirella