Total de visualizações de página

Seguidores

quinta-feira, agosto 13, 2009

Você já perdeu uma caneta de ouro?

Se alguém me pergunta-se isso, eu diria: Não porque nunca tive uma. Como perder algo que você nunca teve? Eu presumo que, para perdermos algo, precisamos primeiro ter algo. E isso não serve somente para coisas,objetos, como também ,pessoas.Falo: pessoas relacionadas a amores, cônjuge, enfim... Quando não se cuida daquilo que se tem, provavelmente perde. Cuidado requer: atenção, zelo, cumplicidade, amor... Há quem use esses requisitos tão somente para coisas materiais. Que coisa não? Posso até imaginar: querido carro, você é tão bacana comigo, me leva pra balada, me faz sentir o tal!! Hoje eu te darei o melhor polimento e ainda terei o maior cuidado para que não o arranhe! Que amor não? Não. O Amor não procura seus próprios interesses. E não deve ser usado para coisas materiais, bem eu nunca ouvi: amai ao teu carro como a ti mesmo. O meu próximo nunca foi um carro.Ei, sabe qual é a melhor parte disso tudo que eu tô falando? É o que eu vou falhar-lhes agora. PREPARADOS?
Eu tenho que falar que há alguém em que o Amor não está em coisas, e sim, em pessoas. Alguém que nunca perde aqueles que tem, pois está sempre cuidando... Sim. Se você pensou: Deus! Bingo! Você acertou. O Bom pastor nunca perde suas ovelhas, mesmo que se desviem, ainda sim, Ele as encontrará, porque ele conhece seus caminhos, seus passos e artimanhas.Ele ta sempre cuidando! Sempre.Eu quase me perdi do rebanho, de repente eu estava em um lugar desconhecido, onde a alimentação era péssima e tudo me proporcionava insatisfação... Não sabia como voltar, a minha consciência ruim não me permitia voltar para O caminho, da onde eu não me encontrava inteiramente, passei dias vegetando, os dias eram preenchidos de prazer e vazios, mais vazios do que prazer.Eu me perguntava: o que eu estou fazendo aqui? Quero voltar para o rebanho de onde saí, mas,sabe, eu continuei parada no mesmo lugar e quando percebi estava num buraco, foram dias ali, andando em círculos, comendo da péssima alimentação que me traziam... Eles não podiam me ajudar, porque assim como eu, eles também tinham a consciência ruim e estavam tão cegos espiritualmente quanto eu.

A cada dia que passava, o buraco ficava cada vez mais escuro... Até que de repente, senti uma luz se aproximar, olhei: era o Bom Pastor, olhou para mim e disse: eu sabia que você estava aí, vim te buscar, você me pertence e me tem valor! O Bom Pastor me trouxe uma nova veste, pois a minha estava tão suja e rasgada...
Me deu uma nova consciência e me alimentou de verdades, e a medida que eu me alimentava da boa comida, eu vomitava toda a má comida que havia digerido por tanto tempo.
Eu vomitei desilusões, prazeres momentâneos recheados de mentiras e falsidades. Aquilo doeu nas minhas entranhas...


Mas o Bom Pastor cuidou de mim, me deu soro de esperança e ânimo. Comprimidos de promessas, amor, paciência, felicidade e fé.

Eu tive o melhor tratamento! E hoje eu sou cuidada pelo melhor doutor.
Eu achei vida NaquEle a quem pertenço.
E assim como não perdeu a Jó também não me perderás, pois também cuida de mim.


Louvado seja o Bom Pastor!!
Obrigada, Pai!!

Oi, como você está?? R: Eu poderia está pior

DEUS ABENÇOE.

Triana Mirella